Rangel toma invertida e câmara rejeita parcelamento de outra dívida milionária

E para surpresa de todos, principalmente, do prefeito que se achava até então 'a última bolacha do pacote', a câmara reverteu a decisão sobre o parcelamento da dívida do FGTS de R$ 25 milhões.

Na primeira votação, foi 18 a 5 e a coisa já era dada por aprovada. Mas, ocorreu o 'revortério, como diz o povo'. 

Parece que mais vereadores estão se ligando de vez por todas que quem apoia as manobras do Rangel não sobreviverá para contar a história na política princesina. 

Mesmo vencendo por 14 a 7, Rangel teve que enfiar as palavras demagogas entre os microfones e lamentar. Eram necessários 16 votos.

Na 'hora h', Dr Zeca e Professora Rose, que são da base do prefeito, caíram foram, resultando na desaprovação parcelamento.

Outros dois vereadores, Ezequiel Bueno e Leli não estiverem na sessão.

'Rangel disse que vai encaminhar novamente o projeto para votação na Câmara', SEGUNDO O BLOG DA MARELI MARTINS. 

Pois bem, os vereadores devem destruir Rangel e mostrar ao povo que não são cadelas de estimação do prefeito. 

O Blog da Mareli Martins, publicou a lista com os votos:

Favoráveis ao parcelamento: 

Sebastião Mainardes
Daniel Milla
Divonsir Pereira “Divo”
Domingos Barboza “Mingo”
Celso Cieslaki
João Florenal
Rogério Mioduski
Paulo Balansin
Vinicius Camargo
Rudolf Polaco
Guiarone de Paula “Sgto Guiarone”
Jorge da Farmácia
Kalinoski
Felipe Passos

Contrários
José Carlos Raad “Dr. Zeca”
Roseli Aparecida
George de Oliveira
Geraldo Stocco
Ricardo Zampieri
Magno Zanellato “Dr. Magno”
Pietro Arnaud

(Obs: vereador Walter de Souza está de licença para tratamento de saúde)

Não estavam presentes na sessão:
Ezequiel Bueno

Leli

===
REVEJA, TAMBÉM>>>


Além de estar com as contas irregulares, Ponta Grossa está sem Certidão Liberatória junto ao Tribunal de Contas


Comentários